Dia do Índio: a sofisticação e o charme das joias indígenas

O Brasil nunca esteve tão na moda. Cada vez mais o nosso País tem ganhado os holofotes da mídia, seja pelos expressivos números da economia, pelas pessoas de relevância internacional ou pela paixão que diferentes celebridades têm expressado por esta terra antes limitada a um segundo plano.

Agora não só o Brasil está na moda, mas tudo o que se relaciona a nossa cultura, modo de viver e sociedade. Em outras palavras, está em alta o orgulho nacional e a nossa brasilidade.

O Dia do Índio

E quer data mais fundida ao nosso povo do que o Dia do Índio? Estabelecido em 1943 por Getúlio Vargas, o dia 19 de abril presta homenagem a estes brasileiros que deram o pontapé inicial na nossa história.

Tudo está relacionado ao ano de 1940, quando aconteceu no México o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Mesmo que tenham sido convidadas a participar, as lideranças indígenas demoraram a aceitar o convite. Somente no dia 19, após perceberem a importância do evento, os índios apareceram no Congresso. É por este motivo que a comemoração acontece na data.

Joias indígenas

Ok, mas vocês devem estar se perguntando o que tudo isso tem a ver com o Blog da Vecchio Joalheiros. Pois bem, a gente responde isso agora mesmo. Com a chegada do Dia do Índio em meio a esta tendência “canarinho” em alta, resolvemos falar aqui sobre moda indígena, inclusive no ramo das joias, claro.

moda-indigena-edson-freitas
Moda com referências indígenas por Edson Freitas
colares-grandes-com-micangas-pedras
Coleção Brasilita

Apesar de não se encaixar perfeitamente, podemos dizer que os colares, brincos, pulseiras e acessórios embebidos pela aura indígena estão dentro do conceito “Western Chic“. É importante ressaltar que neste caso não é preciso ser caricatural: não veremos ninguém na rua usando um penache na cabeça. Aqui o que vale é a inspiração.

colecao-Fabrizio-Giannone-com-madeira-amazonica-e-pedras-naturais
Colar de madeira amazônica e pedras naturais do designer italiano Fabrizio Giannone

 

colecao-caipora
Caipora, grife de uma brasileira residente em Londres inspirada na natureza e nos indígenas.

É por isso que temos visto um número relativamente expressivo de passarelas com alusões à tendência. Não é nada difícil notar materiais sofisticados que imitem penas, dentes e sementes, além das já habituais miçangas e pedrinhas que garantem ainda mais veracidade às joias. Isso tudo aparece mesclado a elementos urbanos que permitem utilizar estas peças no cotidiano, não precisando esperar por grandes ocasiões e acontecimentos.

 

broche-referencia-indigena-Ana-Cristina-Rodrigues-Oliveira
Broche com referência indígena criado pela Ana Cristina Rodrigues Oliveira no Concurso Joias do Brasil
Anel-Fabiana-Silva
Anel da designer Fabiana Silva

Também é comum mesclar estes materiais mais exóticos a outros que estamos mais acostumados a ver, como o ouro e o couro, o que acaba por deixar estas joais indígenas ainda mais chiques e adaptadas ao cotidiano.

joias-Vivara-inspiracao-indigena
Joias da Vivara com inspiração em lanças indígenas em ouro amarelo, citrino e madrepérola cercadas de diamantes
pulseira-indigena-h.stern
Pulseira om miçangas de ouro da H.Stern

Outro fator que vem a calhar é que a moda está cada vez mais casual e descolada, fugindo dos estereótipos quadrados, conservadores e engomados quando se fala em “street style”. Quem não gostaria de agregar ao visual um bonito e longo brinco de penas? Ou quem sabe um colar de pedras? É por isso que neste mês (e não só nele) a moda indígena pode e deve ser adotada!

moda-indigena-Tufi-Duek-2012
Coleção de verão da Tufi Duek inspirada na cultura indígena

 

colecao-primavera-verao-Mara-Max-2011
Coleção Mara Max

 

Leave a reply:

Your email address will not be published.

*


*

Site Footer